Juntando os Pedaços

by - dezembro 28, 2016

Nome: Juntando os Pedaços
Autora: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Páginas: 392



Libby Sprout passou anos trancada dentro de sua própria casa. Depois que sua mãe faleceu, de modo inesperado, ela desenvolveu a síndrome do pânico e obsessão por comida, engordando de tal forma que teve que ser resgatada da sua própria casa. Depois de anos recebendo educação caseira, ela finalmente volta para a escola.

Jack Masselin tem prosopagnosia, uma doença que não permite com que ele reconheça o rosto das pessoas - nem aquelas que mais ama. Ele enxerga o rosto, mas não consegue juntar as peças. Assim, ele tem regras para ter uma boa convivência com as pessoas, que nem sempre o colocam em uma situação agradável.

Uma dessas situações foi a sua participação no "rodeio das gordas", em que seus amigos o desafiam a abraçar - ou melhor, agarrar - a menina mais gorda da escola. Ele se sente muito mal em fazer isso, mas faz de qualquer maneira. Para pedir desculpas, ele decide explicar a situação - e conta, pela primeira vez, sobre a prosopagnosia para alguém.


Quando peguei o livro para ler, já imaginava que ia gostar. Como a própria Jennifer Niven comentou, no Encontro de Blogueiros da Bienal, é uma livro sobre "ver e ser visto".

Libby é uma das personagens mais seguras de si que eu conheci. É claro que ela é abalada pelo modo que os outros a veem - poucos realmente enxergam a garota incrível que está por baixo da gordura. Mesmo assim, o modo que ela vê o mundo é único, sempre procurando o lado bom das coisas e se auto afirmar em um mundo que é tão cruel com ela.

Jack também tem um modo único de ver o mundo, já que não enxerga o rosto das pessoas. Ele cria em torno de si uma forma de proteção, para que ninguém o veja como uma pessoa doente. E isso afeta o modo como ele age. Como ele mesmo diz: ele não é um babaca, mas por vezes age como um para a própria proteção.

A interação entre eles é improvável, mas faz todo o sentido. Jack encontrou alguém que consegue ver além de seus defeitos e entende, de certa forma, o que ele está passando. E ela conseguiu ser vista da maneira que realmente é.

A leitura é super gostosa, com uma linguagem fácil de ler. Os capítulos são intercalados entre a narrativa de Libby e de Jack, mostrando o que cada um deles está pensando - bem no estilo "Por Lugares Incríveis", outro livro da autora. Vale muito a pena a leitura!

Leia também

8 comentários!

  1. Oi tudo bem?
    Não li nenhum dos livros da autora ainda, mas sei que só tem elogios. Achei super legal a proposta deste livro da autora e falar sobre a gordofobia que é um assunto pouco debatido. Estou doida para ler
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, faz tempo que quero ler algo da autora e depois de ler essa resenha estou ansiosíssimo para conhecer a escrita de Niven e a história Libby e Jack, um casal inconpatível mas que vê um no outro o que o resto não consegue. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Bem, eu sou nova aqui e sinceramente gostei da forma como a resenha foi feita, falando dos personagens e tal. E maneira diferetona de fazer uma resenha. Então, pelo que li, parece que Libby meio que buscou na comida uma forma de aliviar o que ela estava sentindo com perda na família. Já Jack parece ser uma pessoa forte e que não quer as pessoas sentem pena dele, o que acho incrivil e inspirador.

    ResponderExcluir
  4. Eu estou com Por Lugares Incríveis para ler há séculos, mas até hoje enrolo. De qualquer forma, estou muito curiosa para conhecer a escrita dessa autora (super bem comentada) e desse livro que, pelo que eu descobri, é bem diferente do que eu tenho em casa. Ótima resenha. Parabéns

    ResponderExcluir
  5. Amo ler livros com esta temática de assuntos diferentes, ainda mais por tratar de uma doença que não conheço.Achei a proposta mega bacana, parece ser uma leitura leve, mas cheia de ensinamentos. Uma capa linda e delicada. Já adicionei ele a lista de desejados e adorei conferir tua resenha!

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Estou bem curiosa para poder ler esse livro, ainda não li nada da autora mas achei essa historia bem interessante, principalmente os temas que ela aborda, gostei muito da Libby que parece nos da uma lição ao longo da historia e se tiver oportunidade quero muito ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    É muito bom quando os livros young adult tratam de temas importantes e colocam personagens representativos nas histórias.
    Gostei muito da sua resenha, fiquei curiosa para saber como será desenvolvida a relação entre a Libby e o Jack. Falando nos personagens, a Libby parece ser uma protagonista incrível, que passa uma mensagem muito bonita de aceitação e respeito.

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler o livro, justamente por ter gostado do outro livro da autora e não ser fã de romance, isso já mostra o quanto realmente gostei.
    Ela aborda dois temas muito interessantes, a doença de Jack e os problemas que levaram Libby ao ponto de engordar, o encontro e união dos dois, um ajudando o outro a superar as dificuldades com a narrativa tão fluída da autora devem fazer com que não se queira largar o livro, espero ter a chance de ler logo.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons