5 mulheres, 5 fases da lua, 5 histórias de... amor?
Assim como a Lua, a vida também é repleta de fases, e neste livro acompanhamos as deliciosas histórias de cinco mulheres que estão em diferentes fases da vida, mas que têm em comum os altos e baixos, os amores e desamores, as promessas e incertezas da busca pela felicidade.

Há pouco tempo, a Editora Gutenberg anunciou o seu mais novo: As Fases da Lua. O livro tem 5 contos, cada um escrito por uma autora incrível e representando uma fase da lua. Clarissa Corrêa representará a lua crescente em seu conto Caminhos Cruzados; Liliane Prata será a lua cheia em seu conto Algumas Coisas Que Aprendi; Bianca Briones, a lua minguante, com o conto Se eu Pudesse Ficar; Leila Rego, a lua nova, em Minha Canção Favorita é Você; e por fim, Jennifer Brown representará a lua azul, encerrando a antologia com Oráculo Azul. O leitor atento perceberá que os contos tem uma conexão, e tenho certeza que vamos adorar! 

Para deixar vocês mais animados, eu recebi o conto de Jennifer Brown e vou contar o que eu achei para vocês!

Oráculo Azul

Destiny é uma jovem com um passado marcado por dúvidas e segredos, assim como o misterioso luar azul que toma conta de sua cidade, deixando-a confusa e com medo… pois no fundo ela sabe que ele pode guardar as respostas que ela tanto busca.

Destiny é uma filha adotiva. Sua mãe morreu de overdose e há 3 anos vive com os Midcaps, uma família que faz questão de diferenciar os filhos adotivos e os naturais. A garota sempre quis provar que ela não era aquilo que as pessoas esperavam: ela não era delinquente, ladra, nem nada que seria esperado por alguém que tem uma história assim.

O fenômeno da lua azul deveria ser um evento raro, mas já faz alguns dias que a luz está assim: cheia e azul. Isso causa uma angustia em Destiny. Ninguém consegue explicar o motivo pelo qual a lua está desse jeito - e a garota desconfia que há algo errado. Tudo fica ainda pior quando Oráculo Dan, um mendigo que sempre está próximo de onde ela trabalha, aparece e aponta para ela, afirmando que ela precisa fazer algo antes da lua azul a transformar.

Eu fiquei inconformada com o que Destiny sofre, mesmo sem ligar, por ser uma criança adotiva (supostamente os pais não poderiam diferenciar, né?). O conto mostra como a vida da garota é afetada por isso e como ela trabalha para se sentir aceita entre os "desejados", ou seja, aqueles que não precisam se provar para mostrar seu valor, como seus pais adotivos, suas amigas, seu chefe...

É muito legal ver a evolução da personagem, mesmo em poucas páginas, e como ela aprende a se aceitar do jeito que é, independente do pré-julgamento dos outros. O conto é bem interessante e adorei ter conhecido um pouco mais da escrita de Jennifer Brown! Mal espero para ler os outros!

Para quem ficou curioso, abaixo coloquei a capa maravilhosa do livro e a sinopse dos outros contos que, tenho certeza, também serão apaixonantes!

Alice é uma jovem com uma vontade crescente de cair no mundo, até se apaixonar pelo cara mais gato da cidade. Mas um incidente no meio de seu conto de fadas pode mudar sua vida para sempre.
Lena é uma mulher cheia de amor para dar e que stalkeia todos os passos dos homens por quem se apaixona. E ela realmente se apaixona por todos. O problema é que eles não se apaixonam por ela…
Um amor minguante não tem vez na vida de Bruna. Noiva do seu melhor amigo de infância, eles se preparam para o casamento e traçam planos para uma vida inteira juntos. Mas será que não é perfeição demais?
Ainda nova, Dora já é uma médica renomada, segura e decidida, mas seu coração traz uma ferida e ela não está disposta a se abrir novamente. Até que o amor lhe aparece em forma de canção…


Também conhecido como Apocalipse, En Sabah Nur é o mutante original. Após milhares da anos, ele volta a vida disposto a garantir sua supremacia e acabar com a humanidade. Ele seleciona quatro Cavaleiros nas figuras de Magneto, Psylocke, Anjo e Tempestade. Do outro lado, o professor Charles Xavier conta com uma série de novos alunos, como Jean Grey, Ciclope e Noturno, além de caras conhecidas como Mística, Fera e Mercúrio, para tentar impedir o vilão.

X-Men: Apocalipse acontece 10 anos depois dos acontecimentos de "Dias de um futuro esquecido". O mundo já tem conhecimento sobre os mutantes e está aprendendo a conviver com eles. Os que nascem com alguma mutação olham os acontecimentos do último filme com admiração e sabem que podem ser aceitos, mesmo sendo diferentes.

Os personagens que protagonizam essa nova trilogia deram um rumo para sua vida. Professor Xavier dedicou os anos para ajudar mutantes a controlar seus poderes; Magneto deixou de lado o ódio e se exilou na Polônia, levando uma vida tranquila e anônima com sua esposa e sua filha; já Mística procura novos mutantes que se encontram perdidos no mundo e os salva, colocando um novo rumo para cada um.

Enquanto isso, no Egito, vemos o retorno de En Saban Nur, o primeiro mutante. Ele passou anos em hibernação, após uma traição na época em que era tratado como um Deus, no antigo Egito. Seu principal poder é absorver poderes de outros mutantes, passando a ter cada vez mais poderes.

Depois de entender o que aconteceu, o vilão passa a reunir cavaleiros para reconquistar a liderança do planeta. Assim, reúne Tempestade, Anjo, Psylocke e Magneto, que se percebem mais e mais poderosos depois de receber a ajuda do deus egípcio.

Até então, os X-Men, que deixaram de atuar durante os anos de paz, têm que improvisar para combater o perigo iminente. Assim, voltamos a ver personagens como Mercúrio, e somos apresentados à nova formação do grupo, agora com figuras como Jean Grey (a Fênix), Ciclope e Noturno.


Quanto aos outros personagens, adorei a atuação de Sophie Turner como Jean Grey. Eu já acompanhava a atriz por conta de Game of Thrones - e estava com medo de ela não conseguir passar uma personagem diferente daquela que estou acostumada a ver -, mas ela me surpreendeu, tanto com o sotaque (que não é mais o britânico), como pela atuação.

Também gostei de conhecer os novos atores, como Oscar Isaac, Tye Sheridan e Kodi Smit-McPhee. É claro que não posso deixar de falar dos que já participavam da trilogia, que também arrasaram em seus papéis, Jennifer Lawrence é incrível como Mística; Michael Fassbender traz mais humanidade ao Magneto e James McAvoy é incrível como Xavier.

Apesar de ter gostado bastante do filme, confesso que fiquei um pouco decepcionada com o vilão, o Apocalipse. Desde o início, percebemos como o primeiro mutante é forte - e não é a toa que era considerado um Deus. Só para vocês terem uma ideia: ele conseguia fazer corpos virarem pó sem nenhuma dificuldade. Porém, diante dos X-Men, ele ficou fraco. Afinal, estava sozinho. O desenvolvimento da batalha entre o vilão e os mocinhos poderia ter sido bem melhor, na minha opinião.


Quem me acompanha aqui há algum tempo sabe que eu sou apaixonada por cachorrinhos! Quando eu vi as fotos que esse fotógrafo alemão fez, não resisti e vim compartilhar com vocês! A proposta dele é mostrar a cara desses fofinhos enquanto eles tentam pegar alguma guloseima! 

Confiram as fotos!