The O.A.

by - dezembro 26, 2016


The O.A. é a mais nova série da Netflix. Logo na primeira cena, vemos Prairie Johnson se jogando de uma ponte. Nos próximos minutos, ela acorda em um hospital com a visita de seus pais, desesperados, mas ela não os reconhece de primeira. Ela era cega. E depois de passar 07 anos desaparecida, ela surgiu enxergando tudo - o que lhe rendeu o apelido de "O Milagre de Michigan".

Ao retornar para seu antigo lar, a protagonista passa a atender pelo nome de O.A. (ao longo dos episódios vocês vão descobrir o que significa), e decide convocar 05 pessoas da vizinhança para contar a sua história. Nem mesmo os seus pais adotivos sabem o que realmente aconteceu com a filha durante seus anos longe.


Assim, a maior parte da série acontece no passado. Prairie conta toda a sua história, desde quando era uma garotinha - e ainda enxergava -, como perdeu a visão, como foi parar nos Estados Unidos e o que aconteceu durante os 07 anos em que passou longe.

Também entendemos qual o motivo dela escolher aquelas cinco pessoas, porque ela está contando a sua história e o que ela espera alcançar com tudo isso. O tempo todo somos levados a questionar a nossa realidade e história da protagonista.


No presente não acontece muita coisa... Mas, agora que já conhecemos tudo o que aconteceu na vida da O.A., só nos resta esperar o que vai acontecer na próxima temporada! Será que ela finalmente vai encontrar quem deseja?

Comecei a assistir essa série de modo meio inesperado. Eu vi o trailer no Facebook da Netflix e fiquei bem curiosa. E, com apenas 8 episódios, dá para assistir toda a série em um final de semana (foi o que eu fiz)! É realmente ótima para maratonar!

Agora assista o trailer!

Leia também

0 comentários!

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons