Bridgertons: Primeira Temporada

by - janeiro 02, 2021



Eu tinha lido os primeiros livros da série "Os Bridgertons" há alguns anos e tinha gostado muito. Dá para imaginar, então, como fiquei animada quando soube que a série seria adaptada pela Netflix, né? Animada, mas ao mesmo tempo com um pouco de medo... Como imagino que é comum para qualquer pessoa que é fã de um livro que é adaptado para a televisão!

Quando descobri que fariam a série, resolvi reler o primeiro livro - assim poderia fazer uma comparação melhor das alterações, do que foi fiel ao original, do que ficou legal ou não. Já adianto que amei a série do jeitinho que ela foi, apesar das diferenças e de também gostar bastante da história original. 

Mas, é claro que algumas alterações foram feitas para se adaptar ao formato da série, à época em que vivemos (já que o livro foi escrito no começo dos anos 2000) e, acredito eu, aumentar um pouco o enredo, já que o foco do primeiro livro é quase inteiramente na Daphne e no Simon. Apesar de conhecermos os outros personagens nos livros, alguns detalhes só são contados mais para frente.

Vou comentar então sobre as diferenças que mais me chamaram a atenção: 

1. ANTHONY

O Anthony da série não é exatamente o mesmo. Assim como na série, o irmão mais velho se dá muito bem com a família. Mas ao contrário do que me pareceu na série, ele nunca abandonaria a família para fugir com outra mulher. 

Inclusive isso me chamou a atenção: a Siena não existe nos livros. O Anthony nunca se apaixonou de verdade e nem ficou correndo atrás de alguma mulher até o momento em que conhece a sua futura esposa.

Até então, ele é um dos solteiros mais cobiçados da época e, apesar de ter que ir aos bailes por conta da irmã, tenta ao máximo evitar as mães correndo atrás dele para apresentar novas pretendentes. 

Ele também é muito mais tranquilo quanto aos pretendentes de Daphne (com exceção do duque,  é claro). Se a garota diz que não quer, é não e pronto. Ele muda de opinião no meio da série, mas isso nunca aconteceu no livro. A escolha do pretendente é praticamente inteiramente dela (tanto que nos livros essa não é a primeira temporada de Daphne)!

2. MARINA THOMPSON

A Marina realmente existe nos livros, mas o nome dela só aparece no 5º livro da série, "Para Sir Phillip, com Amor". No livro, ela não é parente dos Featheringtons, mas o background da personagem é bem parecido. 

Por mais que tenha alterado de certa forma a narrativa, em especial por conta da reputação da família dela e dos laços que ela cria com um dos Bridgertons (nenhum dos homens da família demonstra qualquer interesse em cortejar ou se casar nesse primeiro livro), acredito que fez sentido terem a acrescentado na história. Principalmente se seguirem a ordem dos livros e retomarem tudo na temporada correspondente. Isso com certeza vai facilitar quando chegar a hora de contar a história, já que nós já vamos conhecer bem a personagem.

3. RAINHA

Acho que uma das principais mudanças entre a série e o livro foi o fato de terem acrescentado a rainha como uma das personagens recorrentes. Considerando que "Os Bridgertons" conta a história da aristocracia britânica, faz todo o sentido a rainha participar dos eventos dos nobres e palpitar, como qualquer outra mulher da nobreza. 

A aparição da rainha não altera tanto o enredo do livro e com certeza ajuda o desenvolver da série, a tornando ainda mais interessante. Essa foi uma das mudanças que, ao meu ver, foi positiva! E tenho certeza que nas próximas temporadas, vamos ver um pouco mais do desenvolvimento da rainha e de sua relação com o rei (já que eles mostraram um pouquinho, mas não se aprofundaram).

4. LADY WHISTLEDOWN

A Eloise não tem o objetivo de encontrar a Whistledown - primeiro porque não temos o enredo da Marina para sujar a reputação da família Featherington; depois, não temos a rainha que pede para Eloise investigar.

Nós não descobrimos quem é a Lady Whistledown no primeiro livro e eu sinceramente nem desconfiava. Isso só é descoberto mais para frente, no quarto livro! E enquanto na série as pistas deixam bem óbvio para o telespectador quem é a fofoqueira de plantão, no livro eu fiquei realmente surpresa quando descobri!

E vocês? Gostaram da série? Que diferença mais te chamaram a atenção?

Aproveite e leia a resenha de "O Duque e Eu"

You May Also Like

0 comentários!

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.