Uma Canção de Ninar

by - março 22, 2017

Nome: Uma Canção de Ninar
Autora: Sarah Dessen
Editora: Seguinte
Páginas: 320

Remy não acredita no amor. Ela sabia exatamente como acontecia: as 6 primeiras semanas eram o período de "lua de mel", em que tudo era perfeito. A partir de então, os defeitos começavam a ficar grandes demais e antes dos 3 meses tudo já tinha acabado. Uma das maiores responsáveis por isso é sua mãe, que já se casou 4 vezes e está se preparando para o seu quinto grande amor. Segundo ela, dessa vez seria para sempre!

Dexter, por sua vez, é tudo aquilo que Remy tenta fugir: desengonçado, insistente, impulsivo e - o pior de tudo - faz parte de uma banda. E Remy tem como regra nunca namorar um músico. Afinal, antes mesmo de nascer, seu pai a abandonara, deixando para ela apenas uma música best seller para ser sua "canção de ninar":

“Esta canção de ninar/ Tem poucas palavras/ Apenas alguns acordes/ Neste quarto vazio/ Mas você pode ouvir e ouvir/ Aonde quer que vá/ Vou te decepcionar/ Mas esta canção vai continuar a tocar.."

Disposta a um romance de verão antes de começar a faculdade e finalmente deixar tudo para trás, Remy acaba cedendo à insistência de Dexter. E acaba sentindo coisas que nunca tinha sentido antes.
Gostei muito do livro! Os personagens secundários também são bem construídos - em especial as amigas de Remy - Chloe, Jess e Lissa - que tem, todas elas, características únicas, que nos possibilitam distingui-las ainda que não tenha sido falado antes. A mesma coisa com a família de Remy. Sua mãe, com suas manias peculiares; seu irmão, que mudou completamente após se apaixonar...

Esse é o segundo livro de Dessen que leio (o primeiro foi Os Bons Segredos), e sou cada vez mais fã! Adoro romances reais, que podem acontecer com qualquer um! E um detalhe: o livro é de 2002 (apesar de ter sido lançado no Brasil apenas ano passado), e já dá para ver algumas diferenças (como, por exemplo, ela menciona uma locadora, uma loja de relevar filmes), mas nada que realmente afete a leitura, que continua sendo bem real ao que vivemos hoje em dia!

“E tudo se resumia a amor, ou a falta dele. Tudo o que arriscamos, sem saber muito bem, ao nos apaixonarmos ou nos afastarmos e nos fecharmos, protegendo nosso coração com toda a força.”

Leia também

0 comentários!

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons