Terremoto? Ou submarino?

by - novembro 17, 2013



(vídeo original aqui)

Terremoto? Ou submarino?

Mais cedo, naquele dia, fui retirar meu carro novo. Era um smart, super pequenininho, super fofo e com as cores exatas que eu queria! Eu sempre quis esse carro, ele era ideal para morar em uma cidade grande como a que eu vivo: posso estacionar em qualquer cantinho, andar rapidinho no trânsito.
Eu não imaginava que teria que mandar arrumar meu carro logo no primeiro dia que sairia com ele. Ainda bem que eu tinha garantido meu seguro!
Enfim, deixe-me contar o que aconteceu. Lá estava eu, exibindo meu carro novo em uma rua bem movimentada - de pessoas, não de carros. Na verdade, naquele momento, só havia o meu carro passeando por ali. Ainda bem, quero só ver o que aconteceria se tivesse mais carros!
Foi nesse momento que eu comecei a sentir o chão tremendo. No início, achei que fosse algum defeito no meu carrinho novo, e pensei em voltar para a loja e já reclamar. Quando olhei para as pessoas da rua, todas estavam olhando em minha direção - e todas estavam com caras assustadas. Na hora pensei que meu carro estava com algum problema sério e morri de medo.
Quando saí do carro, percebi que ele não era o problema. Lá fora também tremia muito. Se eu tivesse olhado pelo espelho retrovisor, já veria o que estava acontecendo. Alguma coisa emergia do chão, e parecia uma estrutura de metal. Morrendo de medo, me enfiei novamente dentro do carro e resolvi tentar sair correndo com ele. Sonho meu.
A cratera já havia aberto embaixo do carro e eu estava preso. Resolvi ficar lá dentro e esperar a coisa emergir. Finalmente o terremoto parou. Olhei pelo retrovisor e consegui dar nome à forma. Aquilo era, sem dúvidas, um submarino. O que raios um submarino estava fazendo ali, no meio da rua?
Sai do carro e fiquei observando, sem entender o que estava acontecendo. Estava abismado com aquilo. A rua já estava praticamente vazia, quase ninguém tinha ficado para assistir ao espetáculo. Foi então que o submarino abriu, e lá de cima saiu um comandante, que gritou alguma coisa em uma língua que não entendi - talvez russo?
Não demorou muito para os repórteres chegarem. No início, ainda estava meio chocado com o que tinha acontecido - e só quando eles chegaram a perguntar para mim sobre o que eu faria com meu carro que eu resolvi olhar para ele. Bom, o carro parecia inteiro, mas não sei como estava embaixo, exatamente onde as rachaduras pegaram. Ainda bem que tinha seguro!
No final, o comandante, que era realmente russo, se desculpou, pediu ajuda para a tripulação empurrar meu carro, me deu dinheiro o suficiente para arrumar meu carro, e afundou no meio do concreto novamente. Os repórteres e todos os que estavam em volta ficaram embasbacados.

Até hoje a prefeitura trabalha para fechar aquele buraco e entender como um submarino foi emergir bem ali, no centro da cidade! O submarino e sua equipe, por sua vez, nunca mais foram vistos! A Rússia também negou sua existência. Vai saber o que aconteceu com eles! O meu carrinho continua por aqui, são e salvo, super lindinho - e o dinheiro que foi me dado deu e sobrou para a reforma! Agora, sem dúvidas, tenho o dobro de cuidado quando resolvo me exibir com meu carrinho lindo!

A Propaganda: a companhia de seguros Europe Assistance Italia resolveu fazer uma campanha para provar que "Tudo pode acontecer", o lema da companhia. Para isso, chamou bombeiros, a polícia e colocaram um carro danificado pelo submarino.Super criativa, não?

Leia também

0 comentários!

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons