Mamma Mia: lá vamos nós de novo

by - setembro 09, 2018



Um ano após a morte de Donna (Meryl Streep), sua filha Sophie (Amanda Seyfried) está prestes a reinaugurar o hotel da mãe, agora totalmente reformado. Para tanto convida seus três "pais", Harry (Colin Firth), Sam (Pierce Brosnan) e Bill (Stellan Skarsgard) e as eternas amigas da mãe, Rosie (Julie Walters) e Tanya (Christine Baranski), ao mesmo tempo em que precisa lidar com a distância do marido Sky (Dominic Cooper), que está fazendo um curso de hotelaria em Nova York. O reencontro serve para desenterrar memórias sobre a juventude de Donna (Lily James), no final dos anos 70, quando ela resolve se estabelecer na Grécia.
Dez anos depois do primeiro filme, voltamos para a Grécia e para mais um musical incrível! Para honrar a memória de sua mãe, Sophie decide inaugurar um novo hotel, no mesmo lugar em que a mãe criou memórias incríveis anos atrás.

Achei bem legal o fato de o filme mesclar o passado com o presente... Conseguimos entrar naquelas páginas do diário de Donna que até então foram apenas citadas no primeiro filme, ver como ela se envolveu com Harry, Bill e Sam em sua juventude e como foi a história que ela teve com cada um deles. Lily James me encantou como Donna e conseguiu transmitir perfeitamente a jovialidade da garota e sua determinação. Não é a toa que Donna consegue conquistar tanta gente em seu entorno. E não é só ela que está ótima: todo o elenco jovem, com nomes que eu particularmente não conhecia, é incrível!

Também foi ótimo revisitar o presente e ver como tudo está tanto tempo depois - ainda que eles não fossem realmente o foco desse filme, foi ótimo ver como todos estavam dispostos e animados para fazer com que os planos de Sophie funcionassem!

De todo o filme, apenas uma coisinha me incomodou: a mãe da Donna foi interpretada por Cher (que tem praticamente a mesma idade da Merryl Streep) e seu par romântico - a princípio da mesma idade - é até mais novo que ela. Mesmo assim, isso é apenas um pequeno detalhe no filme - um detalhe que se você não parar para analisar, pode tranquilamente passar em branco!

Quanto às músicas... Eu sempre amei todas as que eu conheço do ABBA, e as versões que foram feitas para o filme ficaram ótimas! Mesmo assim, ainda prefiro a trilha sonora do primeiro filme. Ao mesmo tempo que pegaram músicas incríveis que não estavam presentes no filme de 2008, eles pegaram algumas músicas menos conhecidas para fazer parte da continuação. De qualquer forma, isso também é mero detalhe diante de um trilha sonora tão incrível! Vale mesmo a pena assistir!

Leia também

0 comentários!

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons