The Sinner

by - janeiro 05, 2018


A investigação acerca de um crime precisa acabar quando se sabe qual foi o crime e quem foi o criminoso? Quando uma jovem mãe de família comete um crime nefasto em público e se vê incapaz de explicar o motivo que a levou àquele estado de fúria súbito, um investigador se torna cada vez mais obcecado em entender as profundezas da psique da mulher, desenterrando os momentos de violência que ela tenta manter no passado, longe dos olhos do mundo.
Hoje é a primeira sexta-feira do ano e eu venho aqui com uma dica de série para você maratonar esse final de semana: The Sinner. A série conta a história de Cora Tannetti, que em um dia como outro qualquer, enquanto estava em um lago com seu marido e seu filho, mata um homem que estava no mesmo lugar - aparentemente sem nenhum motivo.

Intrigado com o acontecimento, o detetive Harry Ambrose decide aproveitar as crises que vive no âmbito pessoal para se aprofundar nesse caso - e, em meio à conversas com Cora, pesquisas externas e muita determinação, vai descobrindo cada vez mais o que realmente aconteceu.

Cora só tem que descobrir se realmente está disposta a relembrar de algumas coisas que sua mente escolheu esquecer - e também precisa decidir se vale a pena ou não confiar sua vida ao detetive.


Cora é uma personagem peculiar. Nós não sabemos quais suas motivações e não entendemos o que levou a personagem a agir de forma tão exasperada quando fez sua vítima. Desconfiamos de suas palavras, não sabemos se ela está falando a verdade ou não. E também passamos a entender sua infância difícil - com sua irmã doente, seus pais super religiosos e o sentimento de culpa que a acompanha pelo resto da vida.

O que eu achei um diferencial dessa série é o fato de nós já sabermos desde o início que Cora é culpada. O que precisamos e queremos descobrir é o que levou uma mulher como ela - jovem, com criação religiosa, mãe - a cometer um crime desses, ainda mais da forma que cometeu. Ficamos cada vez mais curiosos, inconformados com alguns fatos (para mim, principalmente com a forma como Cora foi criada), e queremos conhecer mais e mais o que se passou na mente da protagonista para que ela fosse levada ao ápice.

E, ao que tudo indica, apesar de termos entendido o que se passa na cabeça de Cora, a série ainda poderia gerar uma segunda temporada - com o foco, dessa vez, em Ambrose e em sua vida (que definitivamente não teve um ponto final!).

A série realmente me prendeu. Eu assistia um episódio e já estava louca para ver o próximo (obrigada Netflix por me permitir maratonar essa série)! Acabei os oito episódios em um só dia, e não me arrependi! Se estiver em dúvidas que série assistir, essa é recomendação certa!

Leia também

0 comentários!

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons