Uma Longa Jornada (Filme)

by - maio 02, 2015


Fui convidada pela Editora Arqueiro a ir para a pré-estreia do filme "Uma Longa Jornada", baseado no livro homônimo de Nicholas Sparks. Eu, é claro, não podia perder! Na última segunda, fui à sessão e, como todos os filmes de Sparks, não me decepcionei!

Uma Longa Jornada é uma história apaixonante. Conta a história de amor improvável entre Sophia, uma estudante de artes que acabou de conseguir um estágio em Nova York e se mudará para lá em breve; e Luke, um peão de rodeio que volta às arenas após um acidente e luta para ser um dos melhores do mundo. 


Em seu primeiro encontro, eles encontram um carro que acabou de sofrer um acidente, e ajudam a socorrer Ira, o motorista, um idoso que tinha como principal preocupação no momento a caixa de cartas que estava dentro do carro.

Após recuperar as cartas, Sophia decide ficar para ajudar o senhor e, em pouco tempo, tornam-se amigos. A garota adorou conhecer a história de amor do idoso e sua esposa, Ruth e, por isso, lê as cartas de amor para Ira sempre que pode. 


Assim, vemos a história de amor entre Ira e Ruth, que passaram por dificuldades, mas sempre conservaram seu amor e, ao mesmo tempo, a história de Sophia e Luke que, apesar das diferenças, não conseguem se ver um longe do outro. Achei bem interessante ver como, ao ler as cartas, Sophia consegue encaixar o que Ira e Ruth viveram no que ela mesma está vivendo com Luke. 

Eu gostei bastante do filme, mas fiquei boa parte dele com um pé atrás em relação à Luke, que pareceu não se esforçar para entrar no mundo de sua amada. Ela, por outro lado, é aberta para tudo o que ele representa, mesmo sendo totalmente diferente da vida que imaginou para ela. 


Mas é claro que Nicholas Sparks não decepciona, e o romance sempre prevalece. Assim como costumam ser seus filmes, o espectador não se decepciona, e com certeza vai sair do cinema com os corações sedentos por um romance e com algumas lágrimas saindo - ou quase - dos olhos.

Leia também

6 comentários!

  1. Eu li o livro assim que ele foi lançado e fiquei apaixonada por ele, mas ainda não fui assistir ): Me falta tempo e dinheiro para ir no cinema, mas não tive esse pé atrás que você teve com o Luke, confesso que ele não foi meu personagem preferido, mas gostei, agora o que falar da história que se intercala a deles? Incrível é pouco e cada capítulo que era a versão dele sobre o amor e tudo mais eu ficava encantada e sofri bastante com o final ): Estou ansiosa para ver e espero gostar, amei saber mais de como é o filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna!
      Eu preciso ler o livro para ver se gosto mais do Luke! A história de Ruth e Ira é mesmo apaixonante!
      Espero que goste do filme!
      Beijos!

      Excluir
  2. Nao li o livro, infelizmente nao me sentir interresada por ele..apesar de todas as boas criticas e recomendacoes. Confesso que romance nao e meu genero favorito, leio muito poucos, entao nao vai rolar!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que não se interessou, Jade. Mas, realmente, se você não curte romance, Sparks não é o autor para você!
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Andrea!
    Confesso que tenho um certo preconceito contra os livros do Nicholas Sparks, até leio, mas acho melosos demais... Até gostei da proposta do filme, mas não sei se vou assistir.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Não gosto muito dos livro do Nicholas Spark porque todos os livros que li dele a historia acaba muito triste, mas ao longo da resenha me interessei por "Uma Longa Jornada" principalmente pela historia do Ira e da Ruth, mas pretendo assistir o filme e da uma olhada no livro !!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons