Dark

by - janeiro 26, 2018

A história acompanha quatro diferentes famílias que vivem em uma pequena cidade alemã. Suas vidas pacatas são completamente atormentadas quando duas crianças desaparecem misteriosamente e os segredos obscuros das suas famílias começam a ser desvendados.

Como já dizia Einstein em sua famosa Teoria da Relatividade: o Tempo é relativo. Mas essa relatividade é muito mais complexa do que imaginávamos! 

A pequena cidade de Winden, na Alemanha, se depara com acontecimentos estranhos a cada 33 anos - coincidentemente, de acordo com o encerramento de mais um ciclo astrológico. A cada 33 anos, a cidade é assombrada com o desaparecimento de algumas crianças, sem nenhum rastro para que possam encontra-las; e também é surpreendida com o aparecimento de outras, sem nenhuma explicação e sem saber de onde vieram. Além disso, alguns acontecimentos estranhos acontecem - como luzes piscando e animais morrendo sem nenhum motivo aparente... Será que tem alguma relação??

Enquanto tentamos descobrir qualquer coisa sobre os desaparecimentos, vamos nos envolvendo com as famílias que estão mais próximas: os Nielsen,  os Doppler, os Kahnwald e os Tiedemann. Ao longo da série, vamos conhecendo mais e mais detalhes de cada uma das famílias - em diversas gerações -, seus problemas e como cada um decidiu encará-los.


Eu nunca imaginei que fosse me dedicar à uma série em alemão. Nunca me interessei muito pela língua (até ano passado, quando fui para a Áustria) e nunca imaginei que veria uma série inteira no idioma. Até que a Netflix liberou o trailer de Dark - e eu só fiquei tranquila depois de assistir a série.

Confesso que de início, fiquei um pouco confusa com a trama. Não tinha conseguido diferenciar direito os personagens e quais as relações entre eles. Mas isso não me impediu de assistir - a trama é tão envolvente que eu nem percebi o momento em que passei a identificar todos sem dificuldade, nem quando deixei de me incomodar com o alemão!

Todos os personagens têm qualidades e defeitos, e os atores foram incríveis em passar isso para as câmeras! Nos sentimos conectados a cada um deles e torcemos para que consigam pelo menos entender o que está acontecendo na cidadezinha em que vivem.

A série tem aquele clima sombrio que nós tanto amamos de Stranger Things - inclusive com uma trilha sonora para intensificar os momentos de suspense. Além disso, trata de viagem no tempo - outro tema que sempre me interessou. Assim como na série, sempre fiquei me perguntando sobre o que aconteceria se nós pudéssemos viajar no tempo: o futuro seria alterado? Criaríamos uma nova linha do tempo que se inicia a partir dali? Ou simplesmente isso já tinha acontecido desde o início, e tudo o que acontece é, na verdade, programado?

Gostei muito da série e estou torcendo para que venha uma segunda temporada (e, com aquele final, você também vai torcer)! Muito legal poder ver obras produzidas por outros países com tanta qualidade como vemos em Dark! Para quem gostou de Stranger Things e gostaria de assistir algo com um tom mais sombrio, vale muito a pena!

Leia também

0 comentários!

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons