Animais Fantásticos e Onde Habitam

by - novembro 19, 2016


O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.  

O filme mostra a ida de Newt Scamander para Nova York. Logo no começo, já percebemos que Newt leva na mala muito mais do que ele declara. O que ele não esperava era lidar com uma comunidade bruxa super restritiva e que poderia dar mais problemas do que ele poderia imaginar!

Logo que chega na Big Apple, assiste a manifestação de um grupo que quer provar a existência de bruxos e colocar uma nova inquisição - e isso faz com que a comunidade bruxa norte-americana fique ainda mais assustada, sendo mais rígida com qualquer coisinha que saia do comum.

E é assim que Scamander conhece Tina Goldstein, uma ex-aurora que está disposta a retomar seu cargo. Ela percebe que há algo errado com o bruxo assim que um de seus animais foge da mala - e decide denuncia-lo e ajuda-lo a recuperar todas as criaturas que podem ter fugido da bagagem do protagonista.


Fui ao cinema na pré-estreia, sem qualquer ideia do que esperar do filme. Eu tinha lido (faz um tempo, confesso) “Animais Fantásticos e onde Habitam” e, como vocês devem saber, o livro não conta a história do filme, mas conta um pouco sobre cada um dos animais que existem no mundo mágico.

Como fiquei sabendo que a Luna casou com o neto de Scamander, eu já imaginei que o personagem seria peculiar. E, olha, eu me encantei com o Newt! Sem dúvidas, é uma pessoa incrível, que faz o que é necessário para defender aquilo que acredita (como a maior parte das personagens da J.K., né?). Não era de se surpreender que Eddie Redmayne também estaria incrível no papel (a cena dele com o Erumpente é ótima!)


Também adorei ver as relações com o mundo que já conhecemos. Há menção à Hogwarts, à família Lestrange (a Belatrix ainda não nasceu, gente), à Dumbledore (saudades) e, principalmente, ao amigo de infância do antigo diretor de Hogwarts, Grindewald (que no filme “Harry Potter e as Relíquias da Morte “ foi interpretado por Jamie Campbell, que também já fez Jace, de Instrumentos Mortais).

Outra coisa interessante foi a diferença entre a comunidade mágica que já conhecemos – a britânica – e a norte-americana. Só para vocês terem uma ideia: logo no começo já descobrimos que os americanos não chamam os não-bruxos de "trouxas", mas de non-maj.


Por fim, o filme é muito bem humorado, principalmente pelas características de Newt e pela presença de seus animais (o pelúcio, além de fofo, está sempre pronto para aprontar Também dá para dar boas risadas com a presença Jacob Kowalski, um “trouxa” que entrou de paraquedas no meio do mundo bruxo, e que despertou algo em Queenie Goldstein, uma bruxa que tem a capacidade de ler mente.

Os fãs do mundo criado por J.K. Rowling não podem deixar de assistir o filme! Já virei fã de Scamander e estou animada para assistir todos as sequências! Até quem não é fã de Harry Potter tem como se divertir em "Animais Fantásticos e Onde Habitam", que tem tudo para fazer com que você comece a se interessar por esse mundo incrível!

Leia também

0 comentários!

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons