Budapeste

by - janeiro 09, 2016

Nome: Budapeste
Autor: Chico Buarque
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 176


Em 2014, fui para Budapeste. Me encantei pela cidade e logo fiquei com vontade de ler o livro de mesmo nome, de Chico Buarque. Demorei, mas logo nas primeiras páginas me identifiquei com o protagonista. Assim como José Costa, sempre levo um souvenir volátil de cada lugar que eu visito: uma frase, uma palavra, que logo cai no esquecimento. Assim como ele, também nunca sonhei em aprender húngaro, mas confesso que a curiosidade sobre o idioma me acompanhou durante a viagem e, de novo como ele, não consegui identificar onde cada palavra começa e até onde ia. Realmente, dá para entender o motivo de húngaro ser a única língua do mundo que o diabo respeita. 

O livro conta a história de José Costa, um escritor anônimo. Ele é explorado por seu sócio Álvaro, que abusa de seu talento, e escreve artigos, discursos e livros para todo tipo de gente: de um anônimo querendo escrever uma autobiografia, passando pelo presidente de uma grande associação e até um ministro do Supremo Tribunal Federal. Ele sente um orgulho interior de escrever todos esses textos, mas nunca teve vontade de se tornar conhecido ou receber os devidos créditos pelo seu trabalho. Ele também é casado com Wanda, com quem um filho - que, pela narrativa, nunca se apegou muito. 

Por acaso, após uma crise de criatividade depois de uma de suas autobiografias se tornar um best seller, José vai parar em Budapeste, guiado por sua curiosidade quanto à língua. Lá, conhece Kriska, uma nativa que está disposta a ensinar os segredos desse idioma tão complexo. Como tempo, vai pegando as peculiaridades da língua e esquecendo da vida no Brasil.


Eu gostei muito do livro. Uma coisa que achei interessante foi ver o modo como Costa levava duas vidas - a sua fama oculta, sua vida no Rio de Janeiro e a outra em Budapeste. Também gostei de como podemos interpretar o livro como a autobiografia do próprio Zsoze Kósta (inclusive, o nome dele está no verso do livro, como se ele tivesse o escrito, e não Chico Buarque).

A escrita de Chico Buarque me surpreendeu. Eu já devia imaginar que escrevia bem - afinal, sou fã de suas músicas -, mas adentrei no livro e na linguagem dele de modo que não esperava. Todos os parágrafos são compridos - e aquele que estiver lendo de modo desatento pode se perder no meio deles -, mas a leitura é gostosa e rápida, de modo que em pouco tempo já nos sentimos envolvidos na trama.

Leia também

26 comentários!

  1. Como assim te este livro do Chico Buarque e eu não conheço??? Estou encantada, a edição me lembrou o livro Olhai os Lírios do campo. Quero muito ler para ontem ahaha
    Beijinhos, muito fofo seu blog <3
    segredosliterarios-oficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morgana, corre para encontrar o livro, vale muito a pena!
      Fico feliz que tenha gostado do blog :)

      Beijos!

      Excluir
    2. Morgana, corre para encontrar o livro, vale muito a pena!
      Fico feliz que tenha gostado do blog :)

      Beijos!

      Excluir
  2. Andrea, pra ser sincera nunca tive curiosidade em ler os livros do Chico, apesar de só ouvir elogios sobre eles, mas eles não são bem meu estilo de leitura.
    Porém a história parece ser muito boa pelo que você escreveu, só não iria gostar dos parágrafos tão extensos.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não achava que ia curtir tanto esse livro, sabia? Eu comecei a ler um pouco em dúvida sobre o que acharia, e gostei tanto que acabei em um dia! Os parágrafos compridos podem ser um problema quando você está distraída, mas se estiver bem envolvida na leitura não são tão ruins não haha
      Beijos!

      Excluir
  3. eu não sou fã de Buarque, mas queria esse livro porque fala na Hungria, que é um país que morro de vontade de visitar... tenho um amigo húngaro, e ele me ensinou algumas coisas do idioma, é muuuuuito dfícil, mas é lindo e eu sou doida pra falar ao menos o basico *-* ehehehe
    tentarei ler ainda esse ano...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Hungria é maravilhosa, Valéria, e espero que você tenha a chance de visitar um dia! Conheço também algumas pessoas de Budapeste e já ouvi o idioma, é realmente complicado hahaha Mas também tenho curiosidade de aprender!
      Beijos!

      Excluir
  4. Tenho muita vontade de ler esse livro. Depois que li Leite derramado fiquei com vontade ler todos os livros dele, além de também gostar muito de suas músicas.
    Ótima dica!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que esse foi o primeiro livro que li do Chico Buarque? Com certeza agora tenho vontade de ler os outros!

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi Andrea, eu não sou muito fã do Chico, mas sempre quis ler algo dele, pois imagino ser um primor, e adorei a premissa do livro, adoro histórias de viagens e sua resenha me deixou bem curiosa. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você goste desse livro, então! Às vezes podemos nos surpreender com quem não curtimos muito, né?

      Beijos!

      Excluir
  6. Já tem algum tempo que quero ler esse livro, mas nem sei bem por que, ainda não o fiz. A sua resenha só fez aguçar essa vontade, acho que incluirei esse título na minha próxima compra. Acho o Chico Buarque um escritor fantástico e, há poucos dias resenhei um livro seu, infantil, do qual gosto muito. Adorei a sua resenha, parabéns!

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, Tati, eu também demorei para ler esse livro! Ele ficou quase um ano parado na estante. Eu recebi o livro depois de ter ido para Budapeste e me apaixonado pela cidade, e foi ótimo voltar para lá pelas páginas desse livro *-*

      Beijos!

      Excluir
  7. Olá...como assim? Eu preciso desse livro <3

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  8. Oi Andrea! Achei a resenha bem legal, principalmente por não conhecer nenhum livro do Chico e não gostar bem do gênero musical dele.
    Acho que não leria o livro, mas conheço alguém que adoraria. Acho que este será um bom presente! ;)
    Bjos

    http://paraisodasideas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas acredito que seja maravilhoso por motivos de: Chico Buarque.

    ResponderExcluir
  10. Confesso que não me interesso pelos livros do Chico, apesar de gostar das músicas dele e de ler muitos elogios ao trabalho dele.
    Acho que tenho medo de misturar o Chico cantor com o autor, e caso me decepcione com o segundo, não consiga mais ouvir as músicas dele da mesma forma.
    Sim, eu sei, isso é ilógico. Mas faz parte do meu toc kkkkkkk

    Bjs

    www.cladassombras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosangela, eu também tinha esse medo, sabia? Mas acho que vale a pena arriscar, o livro é ótimo! :D

      Beijos!

      Excluir
  11. Oie, tudo bom?
    Não acompanho a carreira do Chico Buarque, mas ele parece dominar bem a escrita. Achei a premissa do livro diferente e fiquei curiosa com a narrativa, mesmo que seja algo diferente do que costumo ler.
    beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem original, Aline! Eu não tinha lido história semelhante até então! Espero que dê uma chance! :)

      Excluir
  12. Oi, tudo bem? Eu não conhecia este livro e confesso que apesar de você falar tão bem dele eu não me senti muito interessada em ler. Gosto das músicas dele e por enquanto vou ficar só com elas.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que pena que não te interessou! Aproveite as músicas, então, também adoro elas! :)

      Beijos!

      Excluir
  13. Ei, tudo bem?
    Apesar de eu gostar de algumas músicas do Chico, a premissa do livro não me chamou atenção. Não é o tipo de história que me agrade. Mas que bom que foi uma leitura prazerosa para você.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena que você não gostou da premissa! Quem sabe não acaba curtindo algum outro livro do autor?

      Beijos!

      Excluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons