Um Plano Perfeito

by - maio 13, 2015


A família de Isabelle sofre com uma maldição: todos se divorciam do primeiro marido, e só encontram a felicidade mesmo quando se casam pela segunda vez. Depois de 10 anos juntos, Pierre finalmente a pede em casamento, alheio à maldição. Isa, então, sabendo que deveria já ser divorciada para finalmente casar com ele, resolve arriscar: encontrou uma pessoa na Dinamarca que casaria com ela, para se divorciar logo em seguida.

Durante o voo, Isa senta ao lado de Jean-Yves, um homem que não para de falar por um segundo. Quando ela conta que vai casar na Dinamarca, ele fiz que, se encontrasse a mulher da vida dele, a pediria em casamento de imediato. Jean-Yves está apenas fazendo uma escala em Copenhagen antes de partir ao Quênia, a trabalho. Isa logo estaria livre dele. Ou pelo menos é o que ela esperava.

Quando chega a seu destino, a francesa percebe que o seu ‘noivo’ não estava a esperando. E, lembrando o que Jean-Yves disse no avião, resolve arriscar e ir para Nairóbi encontra-lo. E, é claro, não deixa o turismólogo sozinho em nenhum momento: sempre o acompanha para qualquer lugar – e qualquer ponto turístico – que ele vai. Afinal, ele era a vítima perfeita para se apaixonar logo por ela e casar sem pensar em qualquer outra coisa, certo?


Diane Kruger com certeza incorporou a personagem. Isa é uma protagonista ótima, pronta para fazer com que a maldição de sua família seja logo aplicada. Para isso, dá perceber como ela é determinada (o que, muitas vezes, parece envolver um pouco de loucura). Ao mesmo tempo em que é divertida, eu fiquei com um pouco de raiva dela pelo que ela estava fazendo com Jean-Yves, que com certeza ficou caidinho pela garota. 

Yves, por sua vez, é um homem que já viajou muito. Ele vive sozinho na Rússia, trabalhando em seus pontos turísticos para escrever roteiros. Para aliviar a solidão, ele aprendeu a se conhecer melhor – e fazer tudo o que achava que deveria fazer, como aprender danças típicas, experimentar comidas, que podem ser super estranhas, e viver sem medo de arriscar. Dá para ver nos olhos de Dany Boon como o personagem é sonhador. 

Os personagens secundários também são bons. A mãe de Isa é engraçada, a irmã dela é super amiga, apoiando todas as decisões malucas da irmã, o padrasto está lá para dar bons conselhos. Até Pierre, em sua rotina, consegue se destacar na história.

Vale a pena assistir. O filme é tipo de comédia romântica feita para colocar sorrisos em nossos rostos. Além de ver a história de Isa, também podemos aproveitar para viajar, conhecer algumas tradições típicas do Quênia, dar uma paradinha em Moscou... Com certeza dá para se divertir!




Leia também

5 comentários!

  1. Eu nunca vi esse filme em lugar nenhum, como pode ? Gosto de comédias românticas e tenho certeza que essa história deve ser incrivelmente boa, então irei planejar assistir em breve! Muito obrigada pela dica, acho que nunca iria saber dele sem o seu blog <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Nunca vi esse filme, nao sou muito fa de comedias e essa historia nao me atraiu muito. Entao nao vou assistir..

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca tinha ouvido falar desse filme e amei a indicação! Gosto muito de comédias românticas, mais ainda quando envolvem viagens. Acho que vou me irritar bastante com as atitudes da Isa, mas ela tem seus motivos...
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca assisti esse filme, parecer ser muito bom!

    http://sobre-tudoum-pouco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Nunca assistir o filme mas a historia me pareceu bem doida e engraçada dei muita risada com o trailer é o tipo de filme que gosto de assistir amo comedia romântica e pretendo ver!!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons