A Esperança - Parte 1

by - novembro 26, 2014

Esse post tem spoilers de Jogos Vorazes e Em Chamas
E eu também já fiz a resenha do livro "A Esperança".

Katniss está destruída. Ela acabou de sair do Massacre Quartenário, descobriu que seu distrito foi destruído, que o distrito 13 nunca deixou de existir e, ainda, que Peeta não foi salvo com ela. Agora, a garota tem que aprender a viver no novo distrito, e ser pressionada a aceitar seu papel como símbolo de uma revolução – uma coisa que ela nunca quis ao ganhar os jogos vorazes.

A personagem só percebe que deve fazer alguma coisa depois que vê a destruição do Distrito 12, seu antigo lar. Ela percebe que somente ela pode fazer isso. Somente ela representa o tordo para a população de Panem. Assim, após garantir a segurança dos antigos ganhadores dos jogos, Katniss aceita seu papel e faz de tudo para que a Capital caia.

Então começa a campanha de Katniss para incitar a rebelião da população de Panem. E isso é feito por meio de diversas propagandas, de modo que a garota da esperança para o povo, enquanto eles são cada vez mais punidos pela Capital . Ao mesmo tempo, a capital utiliza Peeta como garoto-propaganda de Panem – e Katniss fica cada vez mais aflita ao ver a deterioração dele conforme seus próprios atos.


O cenário e incrível. O Distrito 13 é tão claustrofóbico como eu imaginei, a destruição dos distritos ainda piores. As cores, sempre neutras, contribuem para o clima tenso do filme. 

Jennifer Lawrence consegue transferir bem as emoções de Katniss. Mostra bem a sua insegurança, o modo como ela não sabe o que exatamente deve fazer, sua raiva, sua grandeza. Vários momentos tocam e dá para entender o motivo pelo qual a garota foi escolhida como simbolo da revolução: a canção da arvore-forca, sua espontaneidade, suas explosões... Mesmo insegura, Katniss consegue ser o tordo.

Julianne Moore está ótima como a Presidente Coin, conseguindo mostrar sua frieza e seu modo de controlar as coisas. Mal espero para ver o seu lado manipulador. Josh Hutcherson, apesar de aparecer pouco, consegue mostrar como seu personagem é usado como peça da Capital. Phllip Seymor Hoffman, que é homenageado no final, da vida para um ótimo Plutarch, bem parecido com o que eu imaginava quando li o livro.

Esse foi um dos poucos filmes que eu posso afirmar que preferi em relação ao livro. Ver a mesma historia de outro ponto de vista com certeza faz a diferença. No livro, percebemos ainda mais a insegurança de Katniss, de um modo que ficamos ate irritados, o que não acontece no filme. Dessa vez, porem, senti falta de saber um pouco o que se passa na Capital, fora da visão de Katniss, como acontece nos outros filmes: só me lembro de uma cena do que acontecia na Capital.

Leia também

2 comentários!

  1. Olá! Parabéns pelo post, concordo em algumas partes com vc, mas não sei se preferi o filme... Em alguns pontos acho que sim, pq tbm esse foi o livro que menos gostei da série. Achei o filme ótimo, e estou muito ansiosa para ver o último! Espero que esteja tão bom quanto esse!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também espero! Ouvi dizer que mudaram o final do filme... Será que fizeram isso mesmo? Estou curiosa! Agora mais um ano de espera! ):
      Beijos!

      Excluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons