A Nova Onda do Imperador

by - janeiro 17, 2014


Assim que lançou, esse chegou a ser meu desenho favorito! Eu ria muito com Kuzco, um imperador egoísta e mesquinho que foi transformado em lhama, e também com Krunk, o assistente da conselheira malvada. 


Kuzco é um imperador mesquinho, egoísta e arrogante que só pensa do que é melhor para si próprio. Qualquer pessoa que corte sua onda, o contrarie ou faça qualquer coisa que ele não goste é punido. Uma dessas pessoas é Izma, sua conselheira, enrugada e feia, que adora governar em seu lugar. Kuzco não poderia deixar isso acontecer, então a demite.

Como vingança, Izma vai a seu laboratório secreto e junto com seu assistente, Krunk, pega uma poção para envenenar o imperador e tomar seu lugar - afinal, ele não tinha descendentes e ninguém além dos três lá presentes sabe que a conselheira foi demitida. É então que o assistente, todo bobo e atrapalhado, troca os frascos - e ao invés de envenenar Kuzco, o transforma numa lhama! Isso mesmo, gente. Uma lhama.

Ao invés de se matar o imperador, como a chefe mandou, Krunk acaba por deixar a lhama cair na bagagem de um mero camponês: Pacha. O camponês é pai de família, e acabou de receber a notícia que ele e toda sua vila serão desabrigados para que o imperador construa sua casa de verão lá. 

De volta a sua vila, após uma grande viagem, repara na bagagem extra - e se assusta ao se deparar com uma lhama falante. Ao perceber que é o imperador, promete o guiar por meio da selva somente se ele mudar de ideia quanto a sua vila, construindo sua casa de verão em outro lugar.

O imperador não concorda, mas, mesmo assim, por causa de sua boa alma, Pacha não consegue deixar de ajudá-lo. Assim os dois se aventuram na selva e desafiam Izma e Krunk para transformar o imperador de volta em um ser humano. E, quem sabe Kuzco não demonstra que, no fundo, tem uma alma boa?


O filme é divertido. Ele é bobinho e foi feito especialmente para crianças (por isso eu o amava tanto quando lançou), mas dá para dar umas boas risadas! Pacha é um personagem que acredita que todos têm, no fundo, um lado bom - e está disposto a provar isso para o imperador. Krunk, por sua vez, é um personagem muito engraçado - e fez tanto sucesso que, inclusive, ganhou um filme só seu! Kuzco, o imperador, é egoísta ao extremo - e aprende, sentindo na própria pele, que nem sempre esse egoísmo é algo bom. Vale a pena assistir! 

Leia também

2 comentários!

  1. Eu assisti esse filme várias vezes. Ele é muito divertido, e tem uma lição importante para passar para as pessoas. Adorei a resenha Andrea. Beijos.

    www.doceabril.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito divertido e realmente tem uma boa lição! Fico feliz que tenha gostado (:
      Beijos!

      Excluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons