A Vila

by - março 13, 2013

Gente, já falei que adoro os filmes do M. Night Shyamalan? Só para vocês terem uma ideia: "O Sexto Sentido" é um de seus filmes. Todos eles tem um toque meio sombrio e são suspenses que te deixam tensos até terminarem. 


O filme conta a história de uma vila, isolada no meio de uma floresta. Nenhum habitante da vila sai de lá, nem ninguém entra: a floresta é cercada de monstros (Aquele De Quem Não Falamos) que comem carne crua - e isso incluiria a carne de algum humano que se aventurar pelos perímetros.

Para garantir sua sobrevivência, os habitantes não utilizam a cor vermelha - que é a cor ruim - e se protegem com a cor amarela. Além disso, caso alguém tenha saído dos limites de sua moradia, há o risco dos monstros invadirem a vila e tentarem encontrar quem desrespeitou o combinado. Sempre que isso acontece, um guardião toca o sino e todos correm para dentro de suas casas, se escondendo em um porão, até que seja seguro sair de novo.

Bom, agora vamos apresentar os personagens. Todos eles vivem pacatamente lá. São divididos em famílias, têm uma horta para as refeições, as crianças vão para a escola e os jovens se apaixonam e casam. Lucius é filho de uma das anciãs que fundou a vila, e está disposto a se arriscar na floresta para chegar até as cidades e trazer medicamentos que ajudem a população de onde vive. Ivy, por sua vez, também é filha de um ancião e, apesar de cega, demonstra conhecer a todos e se mostra muito mais sábia que muitos que enxergam. Noah, apesar de ter a mesma idade dos dois, não aparenta: ele tem algum problema mental que o torna mais inocente e faz com que não tenha discernimento o suficiente para saber o que é errado ou certo.

Quando Ivy e Lucius anunciam que estão noivos, Noah não se conforma e tenta matar o amigo. A única forma de curá-lo é conseguir os medicamentos que se encontram nas cidades. Para isso, Ivy tem que descobrir os segredos que envolvem a vila, seus habitantes e seu entorno - e, assim, se aventurar na floresta que tem muitos mistérios e vive assombrada por monstros.
O filme é muito bom. Gostei muito do suspense e do modo como a história é construída. Eu não teria vontade de assistir se não tivesse visto seu nome nessa lista - eu acharia que o filme é de terror, daqueles que deixam um final suspenso para você voltar para casa morrendo de medo e não dormir a noite (sou assim, tá?). 

É interessante ver como é fácil deixar o ser humano na ignorância, falar coisas que fazem todos acreditarem em uma verdade que não é necessariamente real - como sabemos que acontecia na Idade Média, por exemplo - ou em muitas distopias que lemos por aí. Também é interessante analisar sobre outro ponto de vista: como os pais querem proteger os filhos do sofrimento e, mesmo desse modo, sendo super protetores, não conseguem. O sofrimento, aqui, não vem apenas da sociedade corrupta, ou do dinheiro - mas também está presente dentro de cada situação que vivemos, cada obstáculo que temos que superar.

Recomendo fortemente. Uma vez que descobrimos o segredo da vila, todos os medos vão embora. Tudo o que podemos levar para casa é uma ótima experiência e uma boa análise da sociedade em que vivemos. E, é claro, mais um ótimo filme para nossa coleção.

*Gente, não sei o porque... Li a sinopse de "Floresta de Mãos e Dentes" e identifiquei demais! O que vocês acham? Certa semelhança, né? Será que o autor se inspirou no filme ou foi o contrário?

Leia também

2 comentários!

  1. Assisti este filme há uns anos atrás, e gostei principalmente porque ele consegue surpreender ao final. De verdade.
    E pelas reflexões profundas a que nos leva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gostei muito do filme - e me surpreendi no final!. Imagine só uma vila que vive deste modo no meio da nossa modernidade? Será que vale mais a pena viver do lado de fora, correndo riscos o tempo todo, ou do lado de dentro, isolado do 'mundo real'? É uma boa indagação! Acho que o mais válido é tentar encontrar um meio termo e viver o mais próximo disso possível!

      Excluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons