Cartas para você

by - junho 14, 2014

Nome: Cartas para você
Autora: Duda Razzera
Editora: Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 215

Perder alguém não é fácil. O processo de luto é comprido: tem a negação, a raiva, a barganha, a depressão e a aceitação. Geórgia Castro perdeu o pai, que era seu melhor amigo e seu mentor, e já passou por todas essas etapas... Só a aceitação que se recusa a aparecer.

Para fazer com que ela venha logo, Georgia, aceitando uma sugestão de sua psicóloga, resolve escrever cartas para a Aceitação. Somente quando esta chegasse ela poderia viver com o fato de que seu pai nunca irá voltar. E não só isso. A vida dela nunca foi fácil. A morte de seu pai parece fazer com que tudo desmorone mais uma vez, mas ela e sua família devem se unir para conseguir superar essa fase.

Com referências à filmes, citações e séries (seu ex-namorado, por exemplo, é chamado de Voldemort), as cartas mostram a evolução da protagonista ao longo do tempo, mostrando seu dia-a-dia, suas emoções, seus conflitos internos e como é possível continuar a viver mesmo sem seu melhor amigo ao seu lado.


Para mostrar um pouquinho melhor a essência do livro, resolvi separar alguns quotes que achei interessantes:
"Será que é algo que as pessoas em luto fazem? Agir de um jeito completamente diferente do que você agiria em condições normais? Fugir da realidade? Talvez."
"Meu pai sempre roube rir da própria desgraça e, em sua memória, devemos fazer isso também"
"Meu pai ainda morre todos os dias para mim. Em qualquer lugar e a qualquer hora eu sinto uma enorme vontade de chorar. Sou praticamente uma bomba-relógio"
"Minha cama é meu refúgio. Quando eu durmo me transporto para um mundo melhor, um mundo em que eu e meu pai estamos juntos. Sonho com ele todo dia. Sonho que estamos em casa tomando café, ou então ele está andando comigo na rua ou fazendo um cruzeiro... Mas sempre um pouco antes de acordar do sonho, descubro que ele está para morrer."
"Todo dia acordo com aquele desânimo no corpo e tento mentalizar: "Hoje vai ser um dia bom. Eu não vou surtar. Vou ter coisas para fazer no trabalho. Vou sobreviver mais um dia". Eu me sinto como uma alcoólatra: um dia de casa vez." 

As palavras de Duda conseguem nos passar como é difícil lidar com a perda de alguém que nos é importante. Ela mostra que mesmo com o passar do tempo, a dor não vai embora: você deve aprender a lidar com ela. Eu tenho certeza que o livro vai ajudar muita gente que está passando por essa situação, mostrando a todos que eles não estão sozinhos - e que não é necessário se mostrar o tempo todo forte, mesmo estando em cacos por dentro. Ao longo da leitura, conseguimos sentir a emoção da personagem, sentir seus altos e baixos, e ela consegue transparecer claramente a dor que está sentindo, sem mesmo entendê-la.

Eu gostei bastante do livro. A única coisa que senti falta foi a data em cada carta. O livro se passa dentro de um ano, mas eu não tinha muita ideia quanto tempo havia passado entre uma carta e outra. Mesmo assim, deu para perceber uma evolução da personagem - que de início não queria nem sair de casa, e aos poucos começou a trabalhar, sair com os amigos e ter alguns bons momentos, mesmo com um grande buraco em seu coração. Recomendo a todos, principalmente àqueles que estão passando por esse momento de dificuldade. Com certeza o livro será um ótimo ombro amigo para ficar a seu lado nessa fase tão difícil que é perder alguém.

Leia também

13 comentários!

  1. Puxa vida, deve ser um livro daqueles de vc aprender do início ao fim. Gosto de livros assim que fala da realidade pois na verdade todos nós passamos ou passaremos por esta dor, seja de um pai, uma mãe, um irmão, um amor ou um colega. Gostei muito do que li do livro.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Nossa, esse livro parece ser ótimo. Sua resenha me deixou super curiosa para ler, e olha que nem curto muito esse tipo de leitura, haha.
    Eu já passei por essa situação da personagem e consegui me identificar com as frases que você citou.
    De qualquer forma, acho que vou dar uma chance para esse livro na próxima ida à livraria.

    Nayh's Wonderland

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da resenha , o livro parece ótimo, vou ler com certeza. :)

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que livro mais... intenso.
    Gostei muito dos quotes, apesar de não ter passado por uma situação do tipo consegui compreender os sentimentos da personagem e me interessei pela história.
    Fui à livraria hoje de manhã e até vi esse livro, mas como não tinha ideia de que era assim tão interessante, nem peguei nele :/

    ResponderExcluir
  5. Oi flor! Adorei seu blog, a corujinha do cabeçalho é muito fofa ^_^

    Follow your dreams

    ResponderExcluir
  6. Oi Deia!
    Esse é um livro que quero muito ler.
    Perdi meu pai e é como li em um dos quotes: um dia de cada vez...
    O buraco não some!

    Vou comprar, acho que vai me ajudar!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  7. Oi Deia.
    Achei o livro fofo, mas ele parece um tanto depressivo. Acho que esse não é o livro certo para mim no momento, já que estou tentando me livrar de todas as coisas tristes, por enquanto. Mas,com certeza, um dia irei lê-lo!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  8. Eu não tinha ouvido falar desse livro, mas parece ser muito bom mesmo. Acho que abordar a perda é algo bem diferente e mostrar como tentar superá-la é incrível. Fiquei bem curiosa pra ler.

    Bjok

    ResponderExcluir
  9. não conhecia essa escritora, aliás não conheço muitos escritores nacionais, o tema da história me chamou bastante atenção, fiquei curiosa, a capa do livro achei linda d-a-r-k-paradise.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Deia! Cada vez fico ansiosa para lê-lo! Não vejo a hora de contribuir com o book tour. Conversei um pouco com a Duda e quanto mais me familiarizo com a história, mais tenho curiosidade de conhecê-la. Experimentar essa narração. Adorei os quotes e vejo algo especial nesse livro, por conter experiências reais da autora, que nos aproxima mais dela. :)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Quero muito esse livro *-*
    Gosto de lições de vida ...

    www.chadecalmila.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Deia!

    Muito obrigada pelo carinho e respeito com o meu trabalho. Adorei a resenha, você conseguiu captar a essência do livro e passar para as pessoas.
    Gostei da questão das datas, não tinha pensado nisso e já vou incluir nos meus próximos livros.

    Muito obrigada pela parceria, por me ajudar a organizar o book tour e por tudo mais!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Parece ser bem legal... Estou tentando para d subestimar livros brasileiros pois eu não gostava muito, mas alguns parecem ser muito bons, inclusive este :)
    Bjs
    Anny

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons