A Menina que Roubava Livros

by - abril 12, 2014

Nome: A Menina que Roubava Livros
Autor: Markus Zuzak
Editora: Intrínseca


Liesel Meminger foi uma das poucas pessoas que viveu uma história que impressionou a morte. E não é a toa. Com apenas 14 anos, a menina passou por mais coisas que muita gente não chega a passar por uma vida inteira. Não que isso seja necessariamente uma coisa boa.

Aos 10 anos, durante a Alemanha nazista, Liesel vê seu irmão morrer quando anda a caminho de seu novo lar, o número 33 darua Himmel. Aquela foi a primeira vez que a morte a encontrou... E não seria a última. Aquela também foi a primeira vez em que a menina roubou um livro, mesmo sem saber ler e não tendo a menor ideia do que se tratava.

Em seu novo lar, a casa dos Hubbermann, a menina ganhou um pai carinhoso, que estava sempre acompanhado de um acordeão, e uma mãe que parecia um trovão, mas por dentro tinha um coração enorme. O maior presente que poderia ganhar, porém, veio com a ajuda de seu pai: a leitura. A menina, que não sabia ler, se apaixonou por esse universo e encontrou um refúgio nas palavras.
- A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS - ÚLTIMA LINHA -
Odiei as palavras e as amei, 
e espero tê-las usado direito.
Muitas pessoas entraram em sua vida naqueles quatro anos, mas tiveram três que me chamaram mais a atenção. Rudy Steiner, o vizinho dos cabelos cor de limão, era um garoto muito simpático e, em pouco tempo, se tornou o melhor amigo de Liesel. O menino sonhava em ser Jesse Orwell - e até chegou a pintar o corpo com carvão e correr os 100 metros rasos para mostrar que poderia ser igual a seu herói. Ilsa Hermann, a mulher do prefeito, provou que, apesar de participar do governo nazista, tinha um grande coração, e permitiu que a menina entrasse em sua biblioteca e no mundo da leitura sempre que quisesse. Por fim, e não menos importante, Max Vandenburg, um judeu que procurou refúgio na casa dos Hubermann e foi muito importante para o crescimento pessoal e intelectual da menina, principalmente mostrando a importância das palavras em nosso dia-a-dia.


Eu amei o livro. Eu assisti primeiro ao filme e posso lhes dizer que, apesar das modificações, as mudanças não foram ruins, e a história continuou emocionando qualquer espectador. Gostei de ler cenas que foram modificadas ou excluídas no filme, mas que me permitiram conhecer melhor cada personagem e, além disso, conhecer ainda mais gente que marcou a vida de Liesel.

Gostei bastante da forma como o autor escreve. O livro é separado em capítulos e subcapítulos de uma maneira que eu não havia visto até agora. Também conta com notas da morte que apresentam observações, lembretes e recordações, sempre referentes àquilo que está sendo narrado no momento. Achei bem legal a Editora Intrínseca ter mantido, para quem quisesse, a capa original, colocando apenas uma imagem de Sophie Nélisse, que interpretou Liesel, nas primeiras páginas.

Esse livro entrou, sem dúvidas, para a minha lista de favoritos. Liesel Meminger conseguiu me emocionar e maravilhar com sua história. Percebi, ainda mais, como as palavras são importantes, e como podem modificar a vida de alguém. Recomendadíssimo, sem sombra de dúvidas. Se você ainda não leu, corra para comprar! Vale muito a pena!

Leia também

36 comentários!

  1. Oi Andrea :)
    Esse livro é um dos meus favoritos também. Essa história é maravilhosa... triste e emocionante ao mesmo tempo.
    Eu achei o filme tão perfeito quanto o livro. Realmente tiveram partes que não colocaram no filme, mas pra mim, só aquela fotografia, os personagens, e a voz narrando já bastou para que o filme também se tornasse um dos meus favoritos.
    Não tenho nem palavras para descreve-los, só lendo e assistindo mesmo. :')
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna!
      Também acho emocionante! O filme também é lindo <3
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Deia!
    A Menina que Roubava Livros foi o livro que me introduziu nesse mundo de leituras mais extensas, profundas e maduras. Ganhei o livro de aniversário da minha mãe quando fiz 13 anos e fiquei assustada ao ler a frase da capa de fundo. Juro que chorei e disse que nunca leria o livro. Minha mãe ameaçou devolver tanto ele quanto O Diário da Princesa que foi o livro que eu havia pedido. Eu sei, muito ameaçadora. Mas eu consegui enrolar ela um pouquinho. Eu estava na sétima série na época e no ano seguinte estudei Sobre o Nazismo e a Segunda Guerra, e fiquei fascinada com a história, então meu Professor de História, que era o meu preferido, recomendou A Menina que Roubava Livros e eu não pensei duas vezes antes de iniciar a leitura. Lisel me fez apaixonar pelos livros mais e de novo. Um dos meus prediletos, definitivamente!

    Dany
    www.1000-vidas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu demorei para ler, não o tinha até há pouco tempo atrás! Com certeza é um dos favoritos!
      Beijos!

      Excluir
  3. Li A menina que roubava livros há muito tempo mas ele foi um dos livros que marcaram meus 14 anos. Gostei muito do filme, foi uma forma de relembrar uma história incrível em uma mídia diferente.
    Meu Filme virou Livro

    ResponderExcluir
  4. Apenas AMO esse livro. História tocante e envolvente. Ainda mais narrada pela morte!!! Totalmente inusitado. Amei

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente inusitado! O livro tem uma história completamente envolvente, né?
      Beijos!

      Excluir
  5. Oi deia...
    Via esse livro na biblioteca e nunca quis pegar, nem pra ler a sinopse!
    Depois que todos falaram do filme, fui assistir e amei!
    Me emocionei e estou esperando a grana aparecer pra poder comprar!
    Liesel foi uma guerreira!!!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre tive vontade de ler, mas nunca tive o livro (queria ter o livro hahaha)... Coincidentemente, ganhei exatamente na semana que ia ver o filme, então!
      Beijos!

      Excluir
  6. Li o livro a muito tempo, emocionei e amei a história, vi o filme e gostei muito da adaptação, tão emocionante quanto, mas agora quero reler o livro para ver as modificações feitas no longa, não lembro de todos os detalhes então pra mim o filme ficou realmente bom. Gostei muito da resenha!

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado! O filme ficou muito bom! Mudou algumas coisas, mas nada que eu ache essencial!
      Beijos!

      Excluir
  7. Eu amo essa estoria, já vi o filme mas não consegui terminar o livro por que minha irma perdeu oh vida né

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que raiva! Manda ela comprar outro! hahaha
      Beijos!

      Excluir
  8. Sabia que eu tenho esse livro há milênios e ainda não li? Eu li outro livro do autor e o livro foi muito triste, acho que fiquei traumatizada. E imagina quando me falaram que tinha partes que a morte narrava? Fiquei apavorada, rs. Bjs <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, vale a pena ler! Qual outro livro??

      Excluir
  9. Essa história é mesmo muito emocionante. mas ao contrario de você eu achei o filme deixou um pouco a desejar nesse quesito - se comparado com o livro, claro.
    Os comentários da morte me deixaram ótimas lembranças, mas não reconheci o que você colocou..

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, sério? Eu sai chorando da sessão de cinema!
      O comentário que eu coloquei é o último do livro da Liesel!
      Beijos!

      Excluir
  10. Bom como você disse Déia, eu vi o filme primeiro, mas também não li o livro ainda...acho que sou covarde kkkkk, chorei tanto no filme que estou meio receosa de ler o livro e chorar o dobro kkkkkk.
    Realmente a historia e linda, e acredito que o ponto forte seja a superação que uma menina de apenas 14 anos teve que enfrentar.
    Amei o filme e tenho certeza que vou amar o livro, só não sei quando vou ler kk.
    Abraços
    Vivi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena ler o livro, Vivi! Realmente deixa lágrimas nos olhos!
      Beijos!

      Excluir
  11. Oi Deia, apesar de ainda não ter lido o livro, assisti o filme no cinema e adorei, não vejo a hora de ler O livro. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É lindo o filme, né?
      Leia o livro, que vale muito a pena!
      Beijos!

      Excluir
  12. Oi, eu estou super ansiosa para ler esse livro, já tem um tempão, nossa, eu ainda não vi ao filme, mas também pretendo resolver isso em breve hehehe eu estou encantada pelo livro somente em ler as resenhas, a historia com toda certeza é apaixonante, e emocionante.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei o filme e o livro! Vale a pena ler e assistir! :)
      A história é linda *-*
      Beijos!

      Excluir
  13. Oi Deia!
    Adorei sua resenha, bem escrita e explicativa. E como eu li o livro... concordo com suas impressões sobre o mesmo. A história é bem narrada (apesar de no começo eu demorar a pegar o ritmo da leitura, já que quem narra é a "morte"), em fim a essência da história é o que fica. Gostei e até me emocionei em alguns momentos.

    E nem preciso dizer que eu adorei te conhecer né, um amor de pessoa.
    Bjão e sucesso sempre, vc merece ;)

    www.depoisqueeumudei.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei a morte como narradora!
      Também gostei de te conhecer :)
      Obrigada!
      Beijos!

      Excluir
  14. Oi Andrea! Eu adorei sua resenha! Infelizmente ainda não li o livro, mas to querendo comprá-lo, então realmente ele está na minha lista, mas vou esperar um pouco (pra isso que existe bienal em sampa haha)! Mas olha, eu gostei muito do filme e da forma como tudo foi retratado. Não sei quanto a adatação, mas pela história, é bem emocionante!

    Beijos,
    Nina
    www.storytimestoryteller.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!
      Vale a pena ler o livro, Nina! Opa, tô animada para a bienal *-*
      Eu amei o filme, é lindo *-*
      Beijos!

      Excluir
  15. Oi Déia!
    Este é, definitivamente, um livro que todo mundo deveria ler, sem exceções. Ele consegue nos tocar de todas as formas possíveis. Concordo com todas as suas conclusões tiradas após a leitura... Zuzak é um ótimo escritor e não deixou nada a desejar. Todos os personagens são bem construídos e apaixonantes. Aliás, o livro é apaixonante, não é mesmo?
    Beijos,
    Ana.

    http://roendolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você! Zuzak é ótimo! *-* Eu adorei, não deixou nada a desejar mesmo!
      Beijos!

      Excluir
  16. Eu gostei muito desse livro, mas confesso que não se tornou o meu favorito, acho que eu estava com muita expectativa em relação à história e dai quando li me decepcionei um pouquinho, não que a história não seja linda, mas eu esperava mais, no entanto, ele é um livro bom e eu adoro a Liesel *-*

    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito ruim quando criamos expectativas e, por isso, nos decepcionamos, né?
      Eu adorei o livro!
      Beijos!

      Excluir
  17. Oi Andrea

    Eu gosto muito deste livro e achei que a sua adaptação para o cinema ficou muito boa!
    Com certeza um livro para ler e reler sempre!

    Super bjos
    http://www.i-likemovies.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou ótima mesmo, né?
      Com certeza vou reler o livro daqui a alguns anos!
      Beijos!

      Excluir
  18. Minha Menina fazia outra coisa, rs. Vai conhecê-la tb? ;)

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons