Star Trek

by - junho 04, 2013

Como uma boa fã de The Big Bang Theory, eu não poderia deixar de ficar curiosa quanto a Star Trek. Sheldon, um dos protagonistas do seriado, é viciado e sabe tudo o que acontece em qualquer versão já filmada de Star Trek - e vê em Spock (um dos protagonistas de Star Trek) um igual.

Eu sempre fui fã de Star Wars (não sei o motivo de ainda não ter resenhado o filme aqui!) e percebi uma rivalidade entre os fãs das duas sagas - e, talvez por isso, nunca tivesse dado chance para Star Trek. Com o novo filme no cinema, resolvi mudar de ideia e, finalmente, entender o que se passa no futuro da nossa própria distância, e não há muito tempo atrás, numa galáxia muito, muito distante!


Em 2009, foi feita mais uma versão de Star Trek, contando uma realidade alternativa ao primeiro seriado, que era protagonizado pelo Comandante Spock e pelo Capitão James Kirk. O passado, aqui, foi alterado, abrindo espaço para uma realidade diferente daquela vivida pelos personagens do primeiro seriado. Assim, a história é completamente nova!
O filme começa com um grupo dentro de uma nave, a USS Kelvin, que se depara com um buraco negro. Dele, sai uma grande nave... Grande não, gigante - eles nunca teriam chance com uma nave daquele tamanho. A USS Kelvin é atacada e, então, o capitão interino George Kirk consegue salvar toda a tripulação - inclusive sua mulher, grávida -, ao se sacrificar. Eu fiquei confusa, sem entender nada nessa parte, mas com o passar do filme, tirei todas as minhas dúvidas.

Anos depois, nos vemos em Vulcano, um planeta em que os seres não desenvolvem a emoção. Spock cresceu nesse planeta, tendo que lidar com as dificuldades de ser meio-humano (sua mãe é humana) e de ter que controlar - e até fazer desaparecer - suas emoções. Mesmo com sua desvantagem, consegue grande mérito, ao ser aceito pela exclusiva Academia de Ciências de Vulcano. Mas percebe que aquele não era o seu lugar. Spock, contrariando o que qualquer Vulcano faria, se alistou e foi para a Frota Estelar.

A Frota Estelar é o grupo que protege a Federação, um conjunto de planetas unidos para manter a paz entre si (imagino que seja como a ONU). Assim, eles passam por treinamentos para que possam servir viajando e combatendo qualquer um que possa ameaçar a paz.

Voltando à Terra, conhecemos James Kirk, filho do grande herói George Kirk. Mesmo sendo muito inteligente, James, ou Jim, nunca se esforçou para crescer na vida. Por acaso, conhece Capitão Pike, um capitão na Frota Estelar que fez uma tese sobre George. Ele incentiva e desafia James a seguir os passos do pai e se tornar um grande homem na Frota Estelar. É claro que Kirk aceitou o desafio, né?

Anos mais tarde, depois de várias tentativas, o Cadete Kirk finalmente passa no teste para se tornar capitão. Quando passa, porém, o Comandante Spock, que criou a simulação-teste, o acusa de trapaça. Com um pedido de socorro vindo de Vulcano, os cadetes são chamados para o combate - e é então que Spock e Kirk (que entrou escondido na nave) se encontram novamente dentro da USS Enterprise. E, é claro, tentarão de tudo para salvar o planeta do primeiro.


Eu não vou me alongar muito mais para não dar spoilers. Eu gostei bastante do filme, o que não é surpresa, já que adoro ficção científica! Spock me lembrou muuuito o Sheldon, e tenho certeza que foi uma das inspirações de Jim Parsons, o ator que interpreta o nerd. Achei muito interessante ver o conflito interno de Spock, ver a relação deste com Kirk e ver como Kirk faz o que acredita e vai atrás do que quer.

No final, fiquei bem satisfeita com o filme. Todas as dúvidas que tinham surgido com o comecinho foram embora! Achei bem legal chamarem Leonard Nimoy, que interpretou Spock no primeiro seriado de Star Trek, para fazer parte - e remeter à antiga série para isso.

Eu não sei se agradou os fãs das séries e filmes antigos, mas eu realmente gostei! Star Trek ganhou mais uma fã! Agora vou tentar assistir as séries antigas! Para quem curte ficção científica, vale a pena assistir Star Trek!

Curiosidade: J.J. Abrams (foto), o diretor de Star Trek, também vai dirigir Star Wars! Dá para acreditar? Quero só ver como vai ficar! Espero que faça um bom trabalho!

Leia também

4 comentários!

  1. Adoro J.J Abrams! Eu não vi a versão de 2009, mas confesso que com essa produção toda e J.J. na direção me empolgou bastante. Ao contrário de você não sou muito fã de ficção científica, mas Star Trek sempre chamou minha atenção, acho que vou me render.

    Beijão
    Michelle Boyd
    Little Things

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc gosta de JJ Abrams, dê uma chance para Star Trek! (:

      Excluir
  2. Tenho vontade de assistir, tanto o filme quanto a série, mas ainda não vi.
    Parece bem legal.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.

O conteúdo do blog foi escrito e criado por mim, salvo quando sinalizado. Se for copiar, me avise e coloque os devidos créditos. As imagens e fotos, se não tiradas por mim ou criadas para o blog, foram retiradas, em sua maioria, do Pixabay. Caso seja de sua autoria, me avise para que eu coloque os devidos créditos!

Licença Creative Commons