Bandeiras Brasileiras

by - março 17, 2011

Quando fui ao Rio de Janeiro, visitei o Forte de Copacabana. Lá, encontrei a história das bandeiras do Brasil, o que achei muito interessante. Então, vou passar o texto e as bandeiras que lá estavam para meu blog – para conhecimento de mais pessoas! Espero que gostem!

BANDEIRA DA ORDEM DE CRISTO (1332 – 1651): A Ordem de Cristo, rica e poderosa, patroci-nou as grandes navegações lusitanas e exerceu grande influência nos dois primeiros séculos da vida brasileira. A Cruz de Cristo estava pintada nas velas da frota cabralina e o estandarte da Ordem esteve presente ao descobrimento de nossa terra, participando das duas primeiras missas e foi conduzido pelas Entradas e Bandeiras.


BANDEIRA REAL (1500 – 1521): Era o pavilhão oficial do Reino português na época do desco-brimento do Brasil e presidiu a todos os acontecimentos importantes havidos em nossa terra, até 1521. Como inovação, apresenta, pela primeira vez, o escudo na Bandeira de Portugal.


BANDEIRA DE D. JOÃO III (1521 – 1616): O lábaro desse soberano, cognominado o “Coloniza-dor”, tomou parte em importantes eventos de nossa formação histórica, como as expedições exploradoras e colonizadores, a instituição do Governo Geral, na Bahia, em 1549 e a posterior divisão do Brasil em dois Governos, com a outra sede no Maranhão.


BANDEIRA REAL SÉCULO XVII (1600 – 1700): Esta bandeira foi usada como símbolo oficial do Reino, ao lado dos três pavilhões citados anteriormente: a Bandeira de D. João IV, a do Princi-pado do Brasil e a Bandeira de D. Pedro II de Portugal.

BANDEIRA DO DOMÍNIO ESPANHOL (1616 – 1640): Este pendão, criado em 1616, por Felipe II da Espanha para Portugal e suas colônias, assistiu às invasões holandesas no Nordeste e ao início da expansão bandeirante, propiciada, em parte, pela “União Ibérica”.



BANDEIRA DE D. JOÃO IV (1640 – 1683): Também conhecida como “Bandeira da Restauração”, foi substituída logo após o fim do domínio espanhol, para caracterizar e ressurgimento do Reino lusitano sob a Casa de Bragança. O fato mais importante a que presidiu foi a expulsão dos holandeses de nosso território. A orla azul alia à ideia de Pátria o culto de Nossa Senha de Conceição, que passou a ser padroeira de Portugal, no ano de 1646.

BANDEIRA DO PRINCIPADO DO BRASIL (1645 – 1816): Primeiro pavilhão elaborado especificamente para o Brasil. D. João IV conferiu a seu filho Teodósio o título de “Príncipe do Brasil”, distinção transferida aos demais herdeiros presuntivos da Coroa lusa. A esfera armilar de ouro passou a ser representada nas bandeiras de nosso país.

BANDEIRA DE D. PEDRO II DE PORTUGAL (1682 – 1706): Esta bandeira presenciou o apogeu da epopéia bandeirante, que tanto contribuiu para nossa expansão territorial. É interessante atentar para a inclusão do campo em verde ( Retângulo), que voltaria a surgir na Bandeira Imperial e foi conservado na bandeira atual adotada pela República.

 BANDEIRA DO REGIME CONSTITUCIONAL (1821 – 1822): A revolução do Porto, em 1820, fez prevalecer em Portugal os ideais liberais da Revolução Francesa, abolindo a monarquia absoluta e instituindo o regime constitucional, cujo pavilhão foi criado em 21 de agosto de 1821. Foi a última bandeira lusa a tremular no Brasil.

BANDEIRA DO REINO UNIDO DE PORTUGAL, BRASIL E ALGARVE (1816 – 1821): Criada em consequência da elevação do Brasil à categoria de Reino, em 1815, presidiu as lutas contra Artigas, a incorporação da Cisplatina, a Revolução Pernambucana de 1817 e, principalmente, a conscientização de nossas lideranças, quanto à necessidade e a urgência de nossa emancipação política. O Brasil está representado, nessa bandeira, pela esfera amilar de ouro, em campo azul que passou a constituir as Armas do Brasil Reino.

BANDEIRA IMPERIAL (1822 – 1889): Criada a 18 de setembro de 1822, desenhada pelo pintor Jean-Baptiste Debret. Suas cores básicas, verde e amarelo, foram escolhidas por D. Pedro I. Assistiu ao nosso crescimento como nação e a consolidação da unidade nacional.

Imagens retiradas deste site  (com exceção das bandeiras que já têm link para outro site)

Texto retirado das imagens do Forte de Copacabana

You May Also Like

2 comentários!

  1. dessas bandeiras a q eu mais gosto é a Imperial, mas sem esse verde e amarelo, gosto mesmo do brasão :)

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante! Obrigada por comentar, e aproveite sua visita!

* Os comentários são moderados, então dependem de aprovação para serem publicados.